Policial

Operação investiga uso de documentos falsos para fraudar benefícios no INSS na Paraíba



A Polícia Federal, em trabalho conjunto com o Núcleo de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Ministério da Previdência e Trabalho, deflagrou na manhã desta sexta-feira (28), a “Operação Insano”, com o objetivo de arrecadar elementos para investigação de fraude a benefícios do INSS, ocorridos na cidade de Bayeux, na Grande João Pessoa.

De acordo com informações, foram cumpridos quatros mandados de busca e apreensão, expedidos pela 16ª Vara Federal da capital. A investigação tem por objeto identificar elementos de autoria e materialidade de crimes praticados por organização criminosa, que por meio de fraude realizada, mediante a utilização de documentos médicos falsos relativos a incapacidade laborativa, conseguiam a concessão de auxílio doença e benefício por invalidez.

A origem do trabalho decorreu da análise dos dados que apontaram incongruências nos documentos médicos encaminhados ao setor de perícias médicas da Previdência Social no município.

O nome da operação foi escolhido pela justificativa usada para obtenção do benefício fraudulento: “insano – transtorno mental e comportamental, não estando em suas faculdades mentais, louco ou demente”.

Os fatos praticados pelo grupo criminoso investigado no âmbito da Operação Insano apontam para o cometimento dos crimes de fraude previdenciária, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa, com penas que, se somadas, ultrapassam 20 anos de prisão e multa.