Diversão

Lei de 2019 de Alexandre reconheceu obra de Biliu como patrimônio imaterial de Campina Grande



Atendendo a uma iniciativa do vereador Alexandre do Sindicato (União Brasil), uma lei do ano de 2019, de número 7.460, reconhece como patrimônio imaterial municipal a obra do artista Severino Xavier de Souza, o irreverente, tradicional e agora já saudoso Biliu de Campina.

Ao apresentar o projeto na Câmara Municipal naquele ano de 2019, Alexandre do Sindicato destacou que Biliu é um ícone da cultura nordestina que “durante toda a sua história literalmente carregou o nome de Campina com orgulho, honrando a cidade, nossa melhor tradição e nosso povo”.

Além das homenagens a Biliu, prestadas por Alexandre do Sindicato durante a vida do artista, o vereador também contou com a qualidade do grande músico em suas campanhas eleitorais. A voz de Biliu, por exemplo, embalou o jingle “Trabalho, coragem e fé” em um dos pleitos recentes.

A morte de Biliu de Campina nesta segunda-feira comoveu o vereador, assim como toda Campina Grande e a Paraíba. “É lugar-comum dizer que se trata de uma perda irreparável, mas neste caso é a pura verdade. Biliu é incomparável, é único e será eterno em nossos corações, mas Campina não será mais a mesma sem ele”, lamentou Alexandre do Sindicato.

Hora Agora