Cidades

Dalva entrega policlínica, garante carro 0km para Assistência Social e anuncia retomada de obras em Lagoa Seca/PB



A prefeita Dalva Lucena entregou, na noite desta quinta-feira (27), a Policlínica João Joaquim de Medeiros. A obra era uma das mais aguardadas pelo município, uma vez que reúne investimento de qualidade e oferece amplo serviço de saúde à população.

A solenidade foi marcada por centenas de pessoas que prestigiaram de perto como estão as instalações da policlínica, caracterizada pela grandeza do prédio e, sobretudo, modernização e agilidade quando o assunto for atendimento ao usuário. Em gesto simbólico, a prefeita Dalva Lucena e outras autoridades fizeram o descerramento da placa e puxaram a fita colocada na porta principal da unidade.

Além da emoção e realização no semblante de cada homem e mulher presente na cerimônia, Dalva entregou mais um veículo 0k, cujo carro vai atender as demandas da Secretaria de Assistência Social. A chave foi recebida pela secretária da pasta, Janierika Monteiro. Mas as surpresas não pararam por aí.

Para coroar ainda mais a noite, a gestora assinou duas ordens de serviço, possibilitando a prefeitura começar duas outras consideradas obras, e autorizou a publicação de abertura de concorrência visando dar espaço à empresas interessadas e, por meio de licitação, concluírem duas creches instaladas na cidade.

Pavimentação e muro de arrimo

No quesito infraestrutura, a prefeita assinou duas ordens de serviço em regiões diferentes de Lagoa Seca. A primeira contempla a pavimentação com paralelepípedos na comunidade Mineiro até meados do Centro do município, precisamente no trecho conhecido como “ladeira de Luís Leal”. O calçamento embora já tenha começado, Dalva aproveitou o ensejo para validar a iniciativa de sua administração. Outra notícia boa foi a confirmação da construção da cortina de contenção no Monte Alegre. O “muro de arrimo” também já tinha sido uma promessa de Dalva e que dar, a partir dos próximos dias, realidade às famílias residentes no bairro. Ambas estão orçadas, praticamente, em quase R$ 600 mil.

Conclusão das creches

A finalização da construção das creches da comunidade Vila Florestal e bairro São João está, a partir desta quinta-feira, mais perto do que nunca. Quem garantiu isso foi a chefe do Executivo municipal quando também assinou dois importantes documentos na solenidade de entrega da Policlínica João Joaquim de Medeiros. Com o gesto da prefeita, esta outorgada a publicação no boletim oficial a chamada para concorrência de construtoras que desejam e que se enquadrem nos trâmites legais e jurídicos, sob a finalidade de operar e concluir tais unidades de ensino. A medida representa preocupação por parte do governo tocante à essas duas demandas emergentes da educação.

Em seu discurso, a prefeita Dalva Lucena fez um balanço do que vem executando, pontuou os desafios e o quanto quer atuar em Lagoa Seca. “Não posso deixar de reconhecer os parceiros dessa terra especial. Sem os amigos os quais sempre apoiam, não a mim, mas os lagoassequenses, esse sonho não seria possível de acontecer. As dificuldades são muitas, muito do que operamos vem das emendas parlamentares, como sabemos, inclusive está empenhada nessa policlínica dinheiro de quem quer ver a saúde ainda melhor. Retroceder? Jamais! Precisamos cobiçar o amanhã e desejar um futuro cada vez de oportunidades”, destacou.

O dispositivo de honra concentrou outras lideranças políticas, como o deputado estadual Fábio Ramalho, o deputado federal Romero Rodrigues, o senador e vice-presidente do Senado Veneziano Vital, membros do governo, (como Danielle Medeiros, diretora da policlínica e funcionários) vereadores, o ex-prefeito Edvardo Herculano e a artesã e ex-vereadora Expedita da Costa Medeiros – esposa do homenageado que carrega o novo nome da policlínica.

Quem foi João Joaquim de Medeiros?

Servidor público e esposo da ex-vereadora Expedita da Costa Medeiros, João Joaquim de Medeiros, ou “João Primo”, conhecido popularmente, nasceu em 19 de setembro de 1939, em Matinhas, município do Agreste do estado. Veio morar em Lagoa Seca em 1949 e residia na Rua José Caetano de Andrade. Seu pai era dono de uma loja de noivas e, desde cedo, João Primo começou a ajudá-lo no comércio e nas lavouras da família.

Em 1961, João Primo ingressou na carreira efetiva como servidor público federal, no setor administrativo do Ministério da Saúde. No ano seguinte casou com Expedita da Costa Medeiros, com quem teve dois filhos. Trabalhou incansavelmente para trazer melhorias na área da saúde para o povo de Lagoa Seca, implementando, inclusive, um intercâmbio entre hospital municipal e o Hospital Alcides Carneiro (HUAC), conseguindo consultas e mais de cinco cirurgias eletivas por mês para os mais carentes.

Usuários satisfeitos

Morador do bairro Morro há oito anos, o agricultor Antônio Nascimento saiu de casa e prestigiou o evento desta quinta em Lagoa Seca. Ele contou de sua admiração pelo que viu e elogiou a estrutura da policlínica. “Lagoa Seca estava precisando e chegou em boa hora”, disse o agricultor, garantindo que a saúde está em dia.

Já a também agricultora do sítio Lagoa do Gravatá procura com mais frequência os serviços da prefeitura, sobretudo na área da saúde. Jardilene da Silva afirmou que sempre é atendida bem nos setores e ficou feliz em ver o resultado do que foi entregue à comunidade. “Não posso me queixar. Não dou nota dez, dou nota mil”, bradou a mulher.

Caturité nos Municípios