Economia

Conselho da Petrobras aprova saída de Prates, de diretor e de gerente da estatal

CNN BRASIL

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou nesta quarta-feira (15) o encerramento antecipado do mandato do agora ex-presidente Jean Paul Prates e destitui de seus cargos o diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores, Sergio Caetano Leite, e o gerente executivo de Relações Institucionais, João Paulo Madruga.

Foi nomeada presidente interina a diretora-executiva de Assuntos Corporativos Clarice Coppetti. Para a vaga de direção, foi nomeado o atual Gerente Executivo de Finanças, Sr. Carlos Alberto Rechelo Neto.

A demissão Jean Paul Prates foi anunciada na noite da terça-feira (14), após o executivo ser comunicado da decisão em reunião com o presidente Lula. O encontro também contou com a presença dos ministros de Minas e Energia (MME) e da Casa Civil, Alexandre Silveira e Rui Costa, respectivamente.

O governo indicou para a presidência da companhia Magda Chambriard, que esteve à frente da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Brasil (ANP) durante a gestão de Dilma Rousseff.

O nome de Chambriard é visto como mais alinhado às convicções de Silveira e do governo Lula, especialmente em relação ao ritmo de avanço dos investimentos da companhia em áreas como refino, fertilizantes e indústria naval.

As ações da Petrobras amargam forte queda na manhã desta quarta-feira com a troca. Por volta das 12h25, os papéis ordinários da companhia recuavam 6,8%, negociados a R$ 40. Já as ações preferenciais caíam 5,73%, a R$ 38,53. Ao longo da manhã, a Petrobras chegou a apresentar recuo de 8%.