DestaquesLegislativo

Anderson Pila sobre suplementações: Estamos defendendo a transparência no uso dos recursos públicos



O líder da oposição na Câmara Municipal de Vereadores de Campina Grande, Anderson Pila (PSB) esclareceu as razões que levam a bancada a não votar os pedidos de suplementações de créditos para várias Secretarias da Prefeitura de Campina Grande.

De acordo com Anderson Pila para haver votação basta a Prefeitura desmembrar o processo que pede as suplementações por Secretarias, prevalecendo a transparência no processo, conforme  a vontade da oposição que é maioria na Casa.

“A oposição só aceita votar os pedidos de suplementação quando a gestão municipal usar de transparência e o poder  Executivo mandar o projeto desmembrado por cada Secretária, é simples e resolve até para a própria gestão que terá facilidade em tocar o orçamento, o dinheiro é do povo e nós acompanhamos o desejo deles, não serão argumentos fracos que vão mudar nossa posição”, salientou Pila.

Para o líder da oposição, o fato de se pedir o desmembramento dos pedidos por pastas é uma obrigação para quem defende a transparência do uso do dinheiro público e que a oposição vai fazer valer a sua maioria a partir do momento que acaba com a farra do uso dos 30% do orçamento sem precisar da aprovação da Câmara Municipal como era no passado.

“Estamos ajudando a gestão municipal a partir do momento que pedimos o desmembramento por secretarias, dando ao gestor a possibilidade de consertar os erros cometidos no provisionamento dado no orçamento 2024, a farra acabou, mexer em 30% do orçamento como bem quisessem isso ficou no passado, estamos de olho e votaremos os projetos assim que corrigirem, um governo que não sabe planejar”, alertou o líder da oposição.