Economia

Waack: Lula repete na Petrobras o que ele e Dilma já fizeram

CNN BRASIL



Na história do Brasil, ninguém duvida que Dilma Rousseff foi a criatura, e Lula seu criador. Mas Lula saiu do segundo mandato com a popularidade na estratosfera, enquanto Dilma foi impichada no segundo mandato.

Entre historiadores e economistas, o debate se dá para esclarecer se Dilma fracassou por ser Dilma ou por ter levado adiante o tipo de política econômica que o criador iniciou e que ela prosseguiu.

No caso da Petrobrás, Lula tenta retomar onde Dilma parou, que era o uso da estatal como braço de políticas públicas e de investimento do governo, que terminaram lá atrás em desastre para a empresa e para o país, com prejuízos muito maiores do que aqueles trazidos pela corrupção e pelo loteamento da empresa entre partidos políticos.

Lula trocou o presidente da Petrobras, deixando claro que a estatal não estava fazendo o que ele queria, que é basicamente a repetição do que se tentou no passado. Mas ao fazer isso, o presidente deu uma virada no debate sobre a recente história do Brasil.

Alguns críticos dizem, com certa acidez, que o Lula três “Dilmou”, ou seja, assumiu posturas e ações que acabaram mal. Na verdade, parece que lá atrás foi Dilma quem “Lulou”.