Esportes

VaideBet rescinde com o Corinthians após denúncias de irregularidades no contrato



A VaideBet, patrocinadora máster do Corinthians, decidiu nesta sexta-feira (7) encerrar o contrato por conta das denúncias de irregularidades na formalização do acordo. A empresa anunciou a decisão em nota oficial.

“Diante das explicações apresentadas sem nenhuma resolutividade, a VaideBet lamentavelmente se vê obrigada a tomar tal atitude”, diz trecho da nota.”

A VaideBet cobrava esclarecimentos sobre um possível caso de laranja no contrato de patrocínio com o Corinthians. Segundo denúncia do blog do Juca Kfouri, no UOL, a Rede Social Media Design Ltda, que fez a intermediação do patrocínio da VaideBet com o Corinthians, repassou parte do valor recebido em comissão a uma empresa “laranja”, a Neoway Soluções Integradas em Serviços Ltda.

A empresa estaria vinculada a Edna Oliveira dos Santos, uma mulher que mora em Peruíbe, litoral de São Paulo, e não tem conhecimento sobre a Neoway. Diante desse cenário e da falta de acordo entre clube e patrocinadora, a VaideBet optou por encerrar o contrato com o Corinthians.

O Corinthians lamentou a saída da VaideBet do clube, mas alfinetou a empresa e ainda afirmou que a casa de apostas deixou o clube “sem que houvesse nenhuma conclusão das investigações relacionadas ao intermediário da negociação”.

O Corinthians lamenta que o parceiro comercial tenha encerrado o maior acordo de marketing esportivo do Brasil – do qual a empresa se beneficiou a ponto de sair de uma casa de apostas desconhecida para a segunda colocação no setor em apenas cinco meses – sem que houvesse nenhuma conclusão das investigações relacionadas ao intermediário da negociação”, diz trecho da nota do Timão.

Acordo era o maior da história do futebol sul-americano

O contrato da VaideBet com o Corinthians previa R$ 360 milhões divididos em três anos. O acordo foi o primeiro ato do presidente Augusto Melo no Corinthians e foi muito comemorado por ter sido o maior da história do futebol sul-americano. Seis meses depois do início do contrato, porém, o vínculo foi desfeito.

Confira a nota completa da VaideBet:

“A VaideBet informa que exerceu nesta sexta-feira (7) a rescisão do contrato de patrocínio com o Sport Club Corinthians Paulista. Desde o início de abril a marca acompanha e solicita esclarecimentos sobre as suspeitas levantadas, tendo já realizado reuniões, comunicações formais e notificação extrajudicial. Diante das explicações apresentadas sem nenhuma resolutividade, a VaideBet lamentavelmente se vê obrigada a tomar tal atitude.

A marca avalia que não se pode manter a parceria enquanto pairar sobre o acordo qualquer suspeita em relação a condutas que fujam à conformidade com a ética e os preceitos legais. Só a dúvida, no crivo ético da marca, já é suficiente para determinar a rescisão – que foi exercida pela VaideBet suscitando cláusulas do contrato que protegem direitos da marca nessa decisão.

A VaideBet lamenta pelo fim de uma parceria que deveria ter durado no mínimo três anos e agradece, pelo carinho e pelo respeito, à imensa e apaixonada torcida do Corinthians, que diariamente sustenta a história e os valores da instituição”.

Confira a nota completa do Corinthians:

“O Sport Club Corinthians Paulista informa a descontinuidade do contrato de patrocínio máster com a VaideBet. Em decorrência das instabilidades recentes, provocadas por acusações que seguem em investigação, a empresa preferiu rescindir o acordo que havia firmado com o clube até o fim de 2026.

O Corinthians lamenta que o parceiro comercial tenha encerrado o maior acordo de marketing esportivo do Brasil – do qual a empresa se beneficiou a ponto de sair de uma casa de apostas desconhecida para a segunda colocação no setor em apenas cinco meses – sem que houvesse nenhuma conclusão das investigações relacionadas ao intermediário da negociação.

Vale ressaltar que o Corinthians é o maior interessado em resolver a questão citada. Por isso, não está medindo esforços para os fatos sejam elucidados, seja por meios próprios, por terceiros ou na colaboração junto às autoridades.

Atenciosamente,

Sport Club Corinthians Paulista”