Economia

Prova de origem: conheça novo modelo para declarar mercadoria com benefícios tarifários

Se sua empresa exporta ou pretende exportar, essa é uma ótima oportunidade para conhecer o novo modelo híbrido de prova de origem, com vantagens comerciais para os empreendedores. Por isso, nesta quinta-feira (16), a Confederação Nacional da Indústria (CNI), promove o Seminário Caminhos da Origem: modelos para declarar a sua mercadoria, das 9h30 às 11h40. A prova de origem, além de certificar que seu produto é brasileiro, também garante benefícios tarifários em diversos países que têm acordos comerciais com o Brasil, como a redução ou isenção de imposto de importação.

O seminário terá transmissão gratuita, em português, inglês e espanhol. As inscrições já estão abertas e, para participar, o cadastro deve ser feito no formulário do evento.

Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN), coordenada pela CNI, orienta empresários em todos os estados brasileiros sobre a emissão da prova de origem e outros processos para internacionalizar as empresas.

Conheça os dois tipos de regras de origem

Preferenciais: atestam a origem da mercadoria, são emitidos para países com quem o Brasil já tem acordos e são pré-requisitos para reduzir ou isentar o imposto de importação nos países parceiros;

Não preferenciais: atestam a origem da mercadoria e, não estando vinculados aos acordos comerciais, contribuem para o aumento da competitividade, o posicionamento e a imagem do exportador no país de destino.

O que é a Rede CIN?

A Rede CIN promove a internacionalização das empresas brasileiras por meio de um conjunto de serviços customizados a suas necessidades. Presente nas 26 federações de indústria dos estados e no Distrito Federal, conta com especialistas de comércio exterior que desenvolvem soluções encadeadas e complementares para os diversos níveis de maturidade das empresas brasileiras. Acesse o canal da Rede CIN e saiba mais.

FIEPB