Economia

Presidente do SindBebidas/PB participa de reunião do Conselho Temático da Agroindústria, na CNI



Nesta segunda-feira (17), o presidente do Sindicato da Indústria de Bebidas em Geral do Estado da Paraíba (Sindbebidas/PB), Múcio Fernandes, participou, em Brasília, da 2ª Reunião Ordinária do Conselho Temático da Agroindústria (COAGRO), representando a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba.

O COAGRO é uma importante iniciativa da CNI para a agroindústria, cujo objetivo é acompanhar e analisar a legislação, estudando e debatendo o aperfeiçoamento dos regulamentos e da tributação que impactam o setor. “Durante a reunião foram discutidos alguns temas importantes como a questão da importação do arroz, anunciada pelo governo federal, houve também o debate sobre a medida 1227 e sua validade jurídica. Além disso, o professor Luciano Coutinho, que é economista e ex-presidente do BNDES, fez uma apresentação de um trabalho feito por várias entidades sobre Mobilidade de Baixo Carbono para o Brasil, um trabalho bem embasado que mostrou o grande potencial que tem o país na parte de Mobilidade de Baixo Carbono”, explicou o presidente do SindBebidas/PB, Múcio Fernandes.

Nas reuniões do conselho são levados à pauta, assuntos referentes à legislação e às ações da CNI para a agroindústria. Nesta última reunião, foram discutidos o Acordo de Cooperação de Mobilidade de Baixo Carbono e a atuação da CNI e os próximos passos referentes à MP 1227, Medida Provisória que causaria grandes perdas à indústria e da qual o setor produtivo se opôs. Além disso, também foi discutido um pleito da Associação Brasileira da Indústria do Arroz para uma ação judicial contra leilões de arroz no país.

“Houve uma explanação, por parte da diretora-executiva da Abiarroz, Andressa Silva, no que diz respeito à importação do arroz, anunciada pelo governo federal após as enchentes do Rio Grande do Sul, onde chegou-se a conclusão de que seria um absurdo e que, inclusive, após o anúncio do governo, houve uma elevação de preço do produto e a quebra de safra gaúcha foi de cerca de 5%, o que não representa uma quebra significativa que vá afetar o abastecimento nacional. Então, ficou decidido que a CNI enviaria um documento ao governo, em posicionamento contrário aos leilões de arroz e sugerindo que as verbas sejam destinadas à recuperação dos solos que foram lavados pelas cheias no estado”, completou.

O COAGRO faz parte de uma rede de Conselhos Temáticos da CNI, formados por representantes de federações da indústrias e de associações nacionais setoriais. Os membros de cada conselho se reúnem periodicamente para discutir e apresentar informações e propostas que orientam as ações da CNI no que se refere à defesa de interesses da indústria brasileira.

FIEPB