Economia

Mulheres no B20 Brasil: conheça 4 executivas na liderança do grupo

O Brasil está no centro das discussões de pautas prioritárias mundialmente. Até o fim do ano, o governo brasileiro comanda o G20 e a Confederação Nacional da Indústria (CNI) lidera o B20, fórum empresarial do bloco das maiores economias do mundo.

Além de contar com grandes nomes na liderança e 39 representantes femininas, o B20 Brasil tem, pela primeira vez no fórum do setor privado, um grupo especificamente voltado para a temática de mulheres e inclusão: o Conselho de ação Mulheres, Diversidade e Inclusão em Negócios.

Cada grupo temático debate e elabora propostas dentro dos seus temas de trabalho para serem apresentadas aos chefes de Estados dos países do G20 antes da cúpula do grupo, em novembro.

Conheça quatro mulheres que participam da liderança do B20 Brasil

Constanza Negri, sherpa do B20 Brasil

Com mais de 15 anos de experiência no setor privado nas áreas de políticas públicas e relações governamentais, Constanza Negri gerencia a área de Comércio e Integração Internacional da CNI. Ela também é sherpa do B20 Brasil, responsável por coordenar o Secretariado do fórum empresarial e elaborar a defesa das recomendações políticas do grupo, além de apoiar o presidente do fórum, Dan Ioschpe.

Negri foi vice-diretora e chefe de Política Comercial do Departamento de Assuntos Internacionais da Eurochambres, em Bruxelas, e atuou como assessora sênior do Observatório U.E-América Latina e na Cátedra Internacional OMC de Integração Regional, da Universidade de Barcelona. É mestre em Relações Internacionais pela Universidade de Bolonha, tem diploma avançado em Estudos Europeus pelo Colégio Europeu de Parma e é pós-graduada em Relações Econômicas Internacionais-Integração Regional pela Universidade de Barcelona.

Paula Bellizia, líder do Conselho de ação Mulheres, Diversidade e Inclusão em Negócios do B20

Com mais de 29 anos de experiência nos setores de tecnologia e consumo, Paula Bellizia lidera a divisão de pagamentos globais do Ebanx, empresa global de fintech (tecnologia financeira) que fornece soluções de pagamento para comerciantes e consumidores em mercados em ascensão.

Iniciou a carreira na multinacional Whirlpool e ocupou cargos em empresas globais como Microsoft, onde foi vice-presidente de vendas, marketing e pperações para a América Latina; Facebook, onde foi diretora de vendas SMB também para a América Latina; Apple, como gerente nacional de Brasil; além do Google, onde atuou como vice-presidente de marketing para América Latina.

Claudia Sender,  líder da Força-tarefa de Integridade e Compliance do B20

Primeira mulher na América do Sul a ocupar uma posição de peso no nicho de companhias aéreas e primeira mulher a presidir uma empresa de aviação no Brasil, Claudia Sender integrou a companhia aérea brasileira TAM, como vice-presidente de vendas e marketing, na época da fusão com a chilena LAN. A união das duas deu origem à Latam, maior empresa do setor na América Latina. Em 2013, Claudia se tornou presidente da companhia no Brasil e vice-presidente global da área de clientes.

A líder da força-tarefa é formada em engenharia química pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e tem MBA pela Harvard Business School. Antes da Latam, integrou a consultoria Bain&Company e passou pela fabricante de eletrodomésticos Whirlpool, onde trabalhou em diferentes áreas até chegar à vice-presidência de marketing no Brasil e de desenvolvimento de produtos na América Latina.

Quando deixou a rotina de executiva, em 2019, se tornou conselheira de diversas empresas de capital aberto e ONGs, como Hospital Israelita Albert Einstein, Amigos do Bem, Gastromotiva e Ensina Brasil. Atualmente, é membro do conselho das empresas Embraer, Gerdau, Holcim e Telefônica.

Luciana Ribeiro, líder da Força-tarefa de Finanças e Infraestrutura do B20

Uma voz líder em investimentos relacionados ao clima, Luciana Antonini Ribeiro é sócia-fundadora da eB Capital, uma gestora brasileira de private equity (modalidade de investimento alternativo aplicada em empresas privadas). A líder da força-tarefa é formada em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), tem MBA pela Columbia Business School (CBS) e desenvolveu boa parte da carreira no Grupo RBS, onde atuou por mais de 15 anos e foi responsável pela área jurídica e de desenvolvimento de negócios.

Com o desempenho, Luciana foi reconhecida como uma das 20 mulheres mais poderosas do Brasil pela revista Forbes e eleita uma das 100 mulheres mais inovadoras do país pela revista Época Negócios. Por seis anos consecutivos, foi indicada como uma das mulheres líderes em investimentos na América Latina pela Associação para Investimento de Capital Privado na América Latina (Lavca). Além disso, em 2019, recebeu o Prêmio Sabiá Laranjeira da Plataforma de Liderança Sustentável em reconhecimento à sua liderança como ativista. Luciana também faz parte da assessoria técnica do Climate Hub, lançado pelo Columbia Global Center, no Rio de Janeiro.

A empresária é ainda presidente do Brazil Climate Summit (BCS), uma iniciativa de líderes empresariais brasileiros, estudantes e ex-alunos da Columbia University e do Columbia Global Center, no Rio de Janeiro.

FIEP PB



Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support