DestaquesParaíba

Fábio Ramalho ainda crê em unidade em CG, mas diz que possível saída de Tovar do PSDB pode sinalizar racha

O deputado estadual e presidente estadual do PSDB na Paraíba, Fábio Ramalho, disse, nesta terça-feira (2), durante entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM, que ainda acredita na unidade do seu grupo político diante do impasse na relação entre o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (União Brasil), e o deputado federal, Romero Rodrigues (Podemos), mas revelou que uma possível saída de Tovar Correia Lima (PSDB) do partido pode sinalizar um rompimento entre as lideranças.

Ocorre que atualmente o deputado Tovar está mais alinhado com Romero Rodrigues e tem o nome cogitado para compor a vaga de vice numa eventual chapa com o ex-prefeito. Caso decide ir mesmo para a disputa, Tovar teria que mudar de partido até o dia 6 deste mês, já que o PSDB, integra a base de Bruno Cunha Lima na Rainha de Borborema. “Existem muitas especulações neste sentido, mas vamos aguardar e continuar defendendo a unificação. Acredito que ele está avaliando o que é melhor politicamente pra ele e o PSDB vai continuar lutando até o último instante por sua permanência”, observou.

Questionado sobre as declarações do senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB), nessa segunda-feira (1º), durante o programa Frente a Frente, da TV Arapuan, de que no lugar do prefeito Bruno Cunha Lima já teria resolvido esse impasse, sugerindo inclusive a possibilidade de um rompimento, Fábio Ramalho disse continuar com a tese da união, mas reconheceu que quanto mais o tempo passo mais indecisão provoca. “Tive com Romero ontem e ele me falou que nesse momento não tem esse desejo de voltar a ser prefeito, mas a gente sabe que não é só desejo, tem outros ingredientes também”, afirmou.

 

Portal Paraíba



Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support