Brasil

Brasil registra recorde histórico de mortes por dengue em 2024



O Brasil enfrenta uma crise sem precedentes no combate à dengue, conforme dados alarmantes divulgados pelo Painel de Arboviroses do Ministério da Saúde nesta segunda-feira (08). O país registrou um recorde histórico de 1.116 mortes causadas pela doença nas primeiras treze semanas deste ano, marcando uma taxa inédita desde o início da série histórica em 2000.

Comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 388 mortes, o aumento é impressionante. Além disso, os casos de dengue também dispararam, totalizando 2.963.994 ocorrências até o momento, outro recorde para o país.

Segundo especialistas, as mortes por dengue são consideradas evitáveis, pois o tratamento da doença geralmente envolve hidratação adequada para prevenir complicações. No entanto, a falta de estrutura em alguns estados e municípios contribuiu para o elevado número de óbitos neste ano.

A secretária de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Ethel Maciel, havia estimado anteriormente que o país poderia registrar até 4,2 milhões de casos de dengue em 2024, evidenciando a gravidade da situação.

Apesar do cenário crítico, o governo informou que a maioria dos estados brasileiros já superou o pico de casos de dengue. Oito unidades da federação estão em “tendência de queda consolidada” e outras 12 em “tendência de estabilidade”. No entanto, 11 estados decretaram emergência devido à dengue, destacando a urgência de medidas eficazes para conter a propagação da doença.

Os estados que declararam emergência são: Acre, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Amapá, Paraná, Rio Grande do Sul e Distrito Federal.

Patos Online