Economia

20 anos da Plataforma de Inovação: R$ 1,1 bilhão mobilizados para a indústria



Instrumento nacional de apoio a projetos inovadores para o setor produtivo que se manteve contínuo nos últimos 20 anos, a Plataforma Inovação para a Indústria alcançou a marca de R$ 1,1 bilhão mobilizados em duas décadas de funcionamento. Para 2024, a expectativa é movimentar R$ 350 milhões.

A iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI) financia o desenvolvimento de soluções, que resultam em novos produtos, processos ou serviços de caráter inovador – incremental ou radical – ou que promovem a otimização da segurança e saúde na indústria.


“Na plataforma, divulgamos as chamadas, os editais e os projetos para diferentes categorias, que disponibilizam recursos e unem empresas, fornecedores de tecnologia e pesquisadores com um objetivo: promover pesquisa e inovação para a indústria no Brasil e, consequentemente, o aumento da produtividade e competitividade”, destaca o diretor-geral do SENAI, Gustavo Leal.


Ele lembra ainda que, por meio da plataforma, o SENAI mobilizou diversos parceiros, como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI); o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii); a Vinnova, da Suécia; e a Innovate UK, do Reino Unido.

“São os parceiros que permitem a alavancagem e o fortalecimento da plataforma. Dos R$ 350 milhões previstos para esse ano, a cada R$ 1 do SENAI, temos R$ 16,50 dos parceiros”, compara Leal.

Nesses 20 anos, a Plataforma Inovação para a Indústria também conectou mais de 300 startups com médias e grandes indústrias e viabilizou mais de 800 consultorias focadas no aumento da produtividade da indústria.

20 anos da Plataforma Inovação para a Indústria

Nesta terça-feira (3), o SENAI promoveu uma live para lançar as categorias da Plataforma para 2024. Poderão participar empresas do setor industrial de todos os portes, inclusive startups de base tecnológica. As regras e o cronograma, que são divulgados na própria plataforma, variam de acordo com a categoria.

Algumas categorias já estão com recurso previsto e as empresas poderão submeter as propostas a partir de 4 de julho. São elas: Aliança Industrial, Aliança Agenda.Tech, Empreendedorismo Industrial, Missão Industrial. A chamada da Aliança Educacional, para startups desenvolverem soluções para a educação, estará aberta no final de junho. Fique atento à Agência de Notícias da Indústria e confira a plataforma para ver as regras e como submeter as propostas.

Categorias 2024 – Plataforma Inovação para a Indústria

Aliança Industrial 

Desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores propostos por um grupo de empresas, que vão compartilhar riscos financeiros e tecnológicos. Duração máxima de 24 meses.

Até R$ 3 milhões

Aliança Agenda.Tech 

Reúne capacidades e recursos de indústrias, associações industriais, universidades e Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICT) para solucionar desafios temáticos propostos para projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&DI), de consultorias e de educação. Duração máxima de 12 meses.

Até R$ 1,2 milhão

Aliança Educacional 

Aliança entre SENAI e startups de base tecnológica para desenvolvimento de tecnologias educacionais.

Até R$ 4 milhões

Empreendedorismo Industrial – Startup.Tech e Instituição Âncora 

Conecta empresas ou investidores a startups para desenvolverem conjuntamente soluções inovadoras para desafios de médias e grandes indústrias. Os projetos são executados pelos Institutos SENAI de Inovação (ISIs) ou Institutos SENAI de Tecnologia (ISTs) em parceria com as empresas. Startups, MEIs ou MPEs podem propor novos produtos e processos que solucionem esses desafios. Duração máxima de 24 meses.

Até R$ 3 milhões

Missão Industrial 

Por meio de missões Industriais ancoradas por investidores, associações setoriais e indústrias, o SENAI promove conexão entre organizações para o desenvolvimento de projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D+I). Duração máxima de 36 meses.

Até R$ 2 milhões

Chamada Regional 

Chamadas coordenadas pelos Departamentos Regionais do SENAI para modelagem, lançamento e operação de projetos. Duração e valores variam de acordo com a chamada.

Habitats de Inovação 

Disponibiliza infraestrutura e corpo técnico qualificado dos Institutos SENAI de Inovação e dos Institutos SENAI de Tecnologia para que empresas possam identificar e desenvolver produtos e processos inovadores. As empresas aportam recursos por um prazo previamente estabelecido e os Departamentos Regionais do SENAI lançam chamadas temáticas, informando as regras de seleção e quais indústrias podem participar. As chamadas também indicam quais os habitats disponíveis, com detalhes sobre o espaço, benefícios oferecidos e valores a serem aportados. Duração de 24 meses.

Mover/Rota 2030 

Investimento em projetos estruturantes e de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a cadeia automotiva, e em consultorias voltadas para produtividade e digitalização das empresas do setor.

Smart Factory  

Em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a FINEP e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), o SENAI estimula o desenvolvimento de novos produtos que acelerem a adoção de tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0 por micros, pequenas e médias empresas de diversos setores industriais. Duração de 12 meses.

FIEPB